Banner:

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Deputado Federal Jair Bolsonaro: ''Ter filho gay não é motivo de orgulho... e parada 'LGBT' não promove nada em relação a educação ou cultura!''

A polêmica envolvendo a participação do deputado federal Jair Bolsonaro (PP/RJ) - foto ao lado, no Congresso Nacional -, no último dia 28/03/2011, em um programa humorístico da "BAND", "CQC" (Custe o Que Custar), no quadro "O povo quer saber", comandado pelo Marcelo Tas, ainda continua muito forte na mídia. E quem ficou revoltada e deu um "chilique" enorme foi a cantora ou atriz (não sei bem o que ela faz), que não gostou "nadinha" do que vociferou o parlamentar após ouvir a seguinte pergunta de Preta Gil em um vídeo gravado: "COMO VOCÊ REAGIRIA SE UM DOS SEUS FILHOS SE APAIXONASSE POR UMA MULHER NEGRA?". O deputado Bolsonaro respondeu imediatamente: "PRETA, NÃO VOU DISCUTIR PROMISCUIDADE COM QUEM QUER QUE SEJA. EU NÃO CORRO ESSE RISCO. MEUS FILHOS FORAM MUITO BEM EDUCADOS E NÃO VIVERAM EM AMBIENTE COMO, LAMENTAVELMENTE, É O TEU". Pronto... foi o estopim para que a Preta Gil (filha do cantor e ex-ministro da cultura, Gilberto Gil) respondesse em seu twitter: "Advogado acionado, sou uma mulher negra, forte e irei até o fim". Depois disso, movimento LGBT, deputados federais e até a OAB-RJ também criticaram o deputado Jair Bolsonaro. Bem, eu que acreditava que a OAB-RJ fosse representada por pessoas que soubessem interpretar determinadas declarações e situações, vejo agora que estou enganado. Para o pessoal da OAB, é bom explicar que PROMISCUIDADE não tem nada a ver com RACISMO. Acredito que se essas pessoas que representam a OAB fizessem a "PROVA DA ORDEM" hoje, seriam REPROVADOS!

A OAB-RJ parece que quer se promover igualmente a alguns deputados que defendem a apologia ao homoxessualimo. Não estou aqui para defender o deputado federal Jair Bolsonaro, até porque, ele não precisa disso. Fato é que a resposta dele não corresponde à pegunta realizada, e assim, os oportunistas aproveitaram para fazer uma "tempestada em copo d'água". O deputado Bolsonaro, em sua resposta, quis se referir, tão somente, aos movimentos homossexuais e suas bandeiras, que, para o deputado, não promovem absolutamente nada, tampouco educação ou cultura.  Também para o deputado, que não aceita o movimento homossexual como se fosse uma "doutrina a ser seguida", com o governo e o movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais) promovendo o pejorativo "KIT GAY", material didático que poderá ser entregue a seis mil escolas públicas no Brasil. É uma questão polêmica e o deputado não se eximiu de emitir opinião extremamente contrária, diferente de parlamentares oportunistas, que apoiam esses movimentos apenas para angariarem votos, NADA MAIS. Isto é fato!

Inclusive, o deputado federal Jean Wyllis (PSOL-RJ) - foto ao lado com a ministra Maria do Rosário - trabalhou para a sua eleição com o objetivo de LEGISLAR EM CAUSA PRÓPRIA. O deputdo Jean, que participou do IMBECIL programa BBB (Big Bosta Brasil), parece que teve seu cérebro afetado e atacou o deputado Jair Bolsonaro após a manifestação contrária aos movimentos homossexuais, e disse: "DESSA VEZ BOLSONARO NÃO ESCAPA". Por sua vez, Jair Bolsonaro respondeu ironicamente: "EU ACUADO POR UM HOMOSSEXUAL ASSUMIDO!". E, com tantos protestos realizados em redes sociais, o deputado federal Jean Wyllis procurou a ministra Maria do Rosário, da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, que garantiu ao referido deputado dar ciência à Polícia Federal para garantir proteção não apenas a Jean Wyllis, mas também a todos aqueles que sofrem HOMOFOBIA. De forma DEMAGOGA e HIPÓCRITA, a ministra disse: "Essa situação é muito preocupante. Assim como o deputado Jean Wyllis, quantos brasileiros estão sendo ameaçados e até assassinados hoje nas saídas dos metrôs, nos ônibus, nas ruas, em geral?".

Jean Wyllis, que particularmente eu considero um deputado oportunista, legislando em causa própria, como eu já escrevi acima, supostamente agora defende o direito das "minorias". E, recentemente, disse que por isso está sofrendo ameaças de morte através de redes sociais na internet. O deputado aproveitou para dizer que "tem um enorme respeito pelos cristãos católicos e evangélicos, mas que não vai tolerar crime virtual de fundamentalistas racistas e homofóbicos". Disse também que "mais de um homossexual é brutalmente assassinado por dia neste país por conta de discursos como os destes que ora me ofendem e ameaçam". Interessante é que esse mesmo deputado não busca os direitos das famílas que perderam seus entes queridos nas cidades da Região Serrana, onde os POLÍTICOS ASSASSINOS permitiram que as obras necessárias não fossem feitas em momento oportuno. Qual foi a atitude que o deputado Jean Wyllis teve em relação aos políticos  ASSASSINOS e IRRESPONSÁVEIS? O que esse deputado chamado Jean Wyllis tem para contribuir com a sociedade? O que ele aprendeu no tal de "BBB" que possa acrescentar na vida de qualquer brasileiro ou brasileira? Suas atitudes são ridículas, inúteis. Para mim, não acrescenta absolutamente nada! E estou escrevendo aqui, senhor deputado Jean Wyllis, sem anonimato, já que reclama das pessoas que não se identificam. Escrevo o que eu quero, porque a Constituição Federal Brasileira me permite. Se Vossa Excelência gosta ou não, pouco me interessa e não faz nenhuma diferença! E não preciso de imunidade para falar e escrever o que eu quero.

A questão é que as pessoas dos MOVIMENTOS HOMOSSEXUAIS não aceitam opiniões diversas das que elas têm. Querem IMPOR à sociedade que pensem igualmente a eles... juntamente com o "MEC" (Ministério da Educação e Cultura), querem ensinar as crianças a serem gays?! COISA ABSURDA! Não gostam de vozes contrárias a um movimento que destrói famílias e corrompe valores... querem um povo "passivo" em todos os sentidos, igualmente a eles. E depois, ficam com o mesmo "discurso ensaiado", taxando de HOMOFÓBICOS todos os cidadãos que são contra as atitudes homossexuais. No entanto, não vi nenhum desses "corajosos" participantes de passeatas LGBT chamando JESUS CRISTO de homofóbico... não vi ninguém dizer que DEUS é homofóbico. E para completar a SANDICE GOVERNAMENTAL, o deputdo Jair Bolsonaro divulgou o que a tal ministra da Secretaria dos Direitos Humanos quer implantar no "PROGRAMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS DE LGBT", onde tem a proposta de criar COTA para professor homossexual nas escolas de 1º grau; cria o bolsa-estudo para jovem homossexual, a chamada "BOLSA GAY"; cria os estágios remunerados para jovens LGBT, ou seja, um jovem pode ter o privilégio de um estágio se ele declarar que é homossexual; e inclui nos livros didáticos do 1º Grau a desconstrução da HETERONORMATIVIDADE e a aceitação de qualquer tipo de casal homossexual. Com isso, diz o deputado Jair Bolsonaro, "vão querer ensinar o meu, o seu filho ou filha a serem um homossexual ou uma lésbica. ESTE PROGRAMA É EXTREMAMENTE DECADENTE... IMBECIL, para ser mais EXATO!

Não preciso de voto; não sou hipócrita, tampouco demagogo; e não vou escrever para agradar a quem quer que seja... tenho minhas convicções e expressarei minha opinião, sem me preocupar se vai de encontro com quaisquer movimentos ideológicos. Conforme a própria Constituição Federal preconiza, EU SOU LIVRE! 

"QUANDO TAMBÉM UM HOMEM SE DEITAR COM OUTRO HOMEM COMO COM MULHER, AMBOS FIZERAM ABOMINAÇÃO; CERTAMENTE MORRERÃO; O SEU SANGUE É SOBRE ELES" (Levítico 20:23)

Em tempo: Todo o assunto foi com base nas diversas reportagens feitas sobre a polêmica participação do deputado federal Jair Bolsonaro em um programa da Rede Bandeirantes. Veja abaixo uma entrevista do deputado ao "PORTAL UOL".

Clique no link para ver a entrevista com o deputado: "Vídeo do Portal Uol"

7 comentários:

  1. Caro Osmar,
    tenho poucas informações sobre o Bolsonaro, mas duvido que sua resposta era sobre o assunto. Pareceu-me material montado.
    É triste, mas posicionar-se contra o homossexualismo é ser taxado de homofóbico.
    Parabéns pelo artigo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Prezado Pr. Neemias,

    Veja o vídeo da entrevista do deputado federal Jair Bolsonaro ao PORTAL UOL, que disponibilizei no link ao final do assunto, após a mensagem Bíblica.

    Ser contra a prática homossexual não pode ser homofobia. Temos o direito de expressar nossas opiniões.

    Grato pela sua participação novamente.

    Meus respeitos!

    ResponderExcluir
  3. Querido Osmar
    Quero parabenizá-lo pela abordagem desse assunto tão melindroso e tão pertinente nesses dias atuais. É incrível como alguns grupos da sociedade tentam combater a discriminação com atitudes ainda mais discriminatórias. As diferenças existem e são elas que nos conduzem a respeitar as pessoas com suas opiniões, conceitos e valores que optam por defender, não importa a quem vai agradar. Ademais, agradar a todos não é uma atitude possível e também, pressupõe instabilidade, insegurança do que se pensa ou se pretende fazer. JESUS CRISTO não agradou a todos e não seremos nós, meros mortais que vamos conseguir fazê-lo.
    Em relação ao movimento LGBT, ao fato de se optar por ser lésbica ou gay... “eis a questão”. Cada um é livre para fazê-lo ou não. Porém, a verdade divina que preconiza que DEUS criou macho e fêmea, homem e mulher é incontestável! Como você mesmo disse, a Constituição nos outorga o direito de liberdade (pelo menos teoricamente), ainda que muitos queiram nos coagir, somos livres para expressarmos nossas opiniões. O que não se pode conceber é combater uma atitude intolerante com outra no mesmo estilo. “Não se combate o mal com o mal”... palavras do Mestre Jesus. Não se combate o preconceito com outro preconceito maior ainda. Não se pode coagir, oprimir, retaliar as pessoas por terem opiniões diferentes das nossas. Todos e todas têm a liberdade de fazerem o que quiserem, desde que não agrida o direito do outro. O maior exemplo de respeito às nossas escolhas partiu do próprio Jesus, quando nos concedeu o livre arbítrio. Expressar nossas convicções, fazê-las notórias é bem diferente de querer impô-las.
    Osmar, mais uma vez, reitero minhas palavras por você trazer à reflexão esse tema de forma segura e objetiva.
    Um forte abraço.
    Abigail

    ResponderExcluir
  4. Querida Leitora Abigail,

    Realmente o assunto é "melindroso", como você mesmo escreveu. E a intolerância a opiniões diversas faz o tema ficar ainda mais "polêmico".

    De qualquer forma, seu comentário foi pertinente e mostra seu esclarecimento sobre o assunto.

    Obrigado por suas considerações e pela participação no Blog.

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  5. É assim... mas sabe o que acho engraçado? O CQC faz piadinhas homofóbicas o tempo todo... sempre com piadinhas de gosto duvidoso, fazendo gracinha.. e aí pode , não é preconceito... Bom, eu , particulamente, mesmo discordando às vezes do nobre deputado, o respeito muito! E admiro a coragem do deputado ao dizer verdades que não estão na moda, como por ex dizer que os militares nos salvaram de estar cortando cana como em Cuba! Essa é uma verdade que deveria constar dos livros escolares... e pelo amor de Deus essa Preta Gil... será que já não temos maus exemplos o suficiente para vir essa moça colocar besteiras na cabeça da meninada ? Gosto do pai, mas ela ... qual o real talento dela? Polemizar? Só? e é famosa? Ser escandalosa , fútil e devassa dá ibope ( que pena). Meus respeitos deputado Jair Bolsonaro pela sua coragem!

    ResponderExcluir
  6. Também acho absurdo, tentam implantar uma especie de "ditadura gay" onde ditam como devemos criar nossos filhos e o que devemos pensar sem questionar nada apenas aceitar e utilizam a midia que sabe o ibope que isso causa, essa cota e outro absurdo imagine estarão induzindo nossos filhos ao homosexualismo justamente para ter esse direito e os nossos direitos nós héteros como ficam?

    ResponderExcluir
  7. Um absurdo!!! Os homossexuais vem passando dos limites com suas passeatas, Dep. oportunistas, enfim, exigem espaço para divulgar seu modo de vida como sendo o melhor do mundo. Agora pergunto, qual o pai responsável, equilibrado que vai dar uma educação homossexual para seu filho? Porque o que temos visto ultimamente é exatamente isso, onde estão os meus direitos de se sentir ofendido com toda essa palhaçada que esse bando de bichas tem feito nos ultimos anos?
    Eles fazem o que querem, qualquer reclamação por parte da sociedade se transforma em processo! Vou dar uma boa educação ao meu filho, a minha parte vou fazer bem!

    ResponderExcluir